Com certeza você já ouviu expressões do tipo “tudo que você faz, um dia volta para você”. Esse pensamento que envolve a lei do retorno nunca esteve tão em evidência, muito por conta de produções como novelas (O Outro Lado do Paraíso/TV Globo) e séries (Revenge/ABC). Esse conceito de lei do retorno, em algumas religiões, tem a ver com o que é Karma. A palavra, do sânscrito कर्म, transl - karma - Em páli, kamma - significa, em qualquer uma dessas linguagens, "ação".

Vidas passadas e o karma

vidas passadas e o karma

O karma é um conceito de filosofia que vem de origem oriental, mas que veio para o ocidente de forma bem disseminada. Ele interliga todos nossos atos ao longo da vida, inclusive o karma das vidas passadas e suas conseqüências com nós mesmos.

Roda do Dharma

o que e dharma roda

Dharma é uma palavra do antigo sânscrito, que significa “aquilo que mantém, e aquilo que sustenta” e é compreendido como a missão da vida de cada ser, e o motivo para que viesse ao mundo. É muito utilizado no Yoga e no Budismo.

Karma yoga

karma yoga

No yoga existem quatro caminhos principais, o Bhakti Yoga, Raja Yoga, Jnana Yoga e o Karma Yoga. Eles são relacionados ao temperamento e a percepção na vida de cada ser.

As 12 leis do Karma

as 12 leis do karma

Podemos dizer que o karma é o resultado de nossos atos, é a conseqüência positiva ou negativa por algo que fizemos. Em outras palavras ele nos mostra que tudo que fazemos voltará para nossas vidas.

O Karma, apesar de popular hoje, é um termo de uso religioso e usado sobretudo dentro das doutrinas budista, hinduísta, jainista, sique e teosófica. Em cada uma dessas doutrinas, o termo tem um sentido próprio. Daí o fato de o Karma poder ter esse significado em casos específicos. Para que você possa entender melhor, vamos falar sobre o que o Karma significa de acordo com algumas dessas creenças e religiões.

O que é Karma

Hinduismo

No hinduísmo, o Karma nada mais é que o efeito que determinadas ações geram em nosso futuro, tanto nesta como em outras vidas, após eventuais reencarnações. Algo que nem a morte põe fim: só você.

Budismo

Já no budismo, o Karma se manifesta de forma mais comportamental: trata-se das intenções, que podem ser boas, más ou neutras. Boas intenções geram bons frutos, más intenções geram maus frutos. Aqui, quando o Karma é gerado, os seres ficam presos ao ciclo de reencarnações (samsara) até que ele seja extinto, ou seja, o indivíduo esteja "livre" de todo esse ciclo de renascimentos.

Espiritismo

Curiosamente, esse termo não existe no espiritismo, apesar de muito popular lá. Então o que é o karma no espiritismo? O que Allan Kardec ensinava era Karma propriamente dito, mas sob o nome "causa e efeito": para toda ação, há uma reação e o homem pode esperá-la.

Uma espécie de filosofia. É como na terceira lei de Newton, mas aplicada à vida: se alguém pratica o mal, então receberá de volta um mal na mesma intensidade. Vale o mesmo para as boas ações.

Movimentos New Age

Outra curiosidade vem dos movimentos New Age, já que eles aderiram ao conceito de Karma. E para eles, funciona da seguinte forma: para todas as ações do homem, há determinadas consequências e o tempo se encarrega disso.

Como funciona o Karma?

Antes de falar sobre como funciona o Karma, é importante ressaltar algumas coisas. Primeiro, Karma não é castigo e não tem nada a ver com ter sorte ou azar.

Karma também não tem nada a ver com destino; ninguém nasceu destinado a sofrer, por exemplo.

Outra coisa: Karma não é um bicho de sete cabeças; ninguém está refém ao Karma. E o livre arbítrio de cada ser é inquestionável.

Na verdade, basta entender a própria palavra  Karma para ter uma noção do seu significado: a palavra de origem sânscrita – uma língua da Índia e das mais antigas da família Indo-Europeia – significa “reação”.

Reação é resposta. Ou seja: depende de uma ação. É aí que o Karma começa a funcionar: você determina o que volta para você de acordo com o que você emana. Isso significa, entre outras palavras, que o Karma depende de você - da energia que você dispensa ao seu redor.

Vale ressaltar que a todo momento nós alteramos o nosso Karma. Como? Não só através das nossas ações consumadas, mas também através dos nossos pensamentos, intenções e desejo do nosso eu interior. Porque é lá que começam as boas intenções e as ruins. Daí a importância do autoconhecimento e busca por crescimento.

Se você acha que está colhendo coisas ruins, repare no que você tem plantado. E não se preocupe em colher logo: tudo no tempo certo. Uma pessoa que planta jabuticaba leva, por exemplo, 10 anos para colhê-la. Pratique o autoconhecimento e passe a liberar boas energias, praticar o amor e a caridade e, sobretudo observe o mundo e como ele funciona. Você vai perceber que tudo em sua volta pode melhorar - e vai, com o tempo.

Como posso alterar meu Karma?

Você pode não ter reparado, mas a dica primordial já foi dada: se autoanalise. Perceba a energia que está saindo de você. Como você tem impactado as pessoas? Procure saber. Pergunte às pessoas ao seu redor a sensação que elas têm de você e o que elas acham de você.

Procure, sobretudo, se olhar no espelho e ver o que você mesmo acha que tem feito. E ainda mais profundamente: procure conhecer seu interior, suas intenções. 

Algumas pessoas recorrem ao tarot, por exemplo, para rever o seu Karma. Como isso funciona? Vamos explicar.

Como o karma se apresentaria no tarot

O arcano XVIII, A Lua, tem sido apontado como o arcano do karma. Isso porque no tarot de Marselha há um tanque com água de onde sai uma lagosta, crustáceo. A lagosta está prestes a vir à tona, como vivências muito antigas que retornam.  Sem contar nos vários outros elementos do tarot que evidenciam a profundidade do que a pessoa está sentindo e vivendo.

O Karma definitivamente depende de você, das suas ações. É simplesmente a lei de ação e reação atuando no universo, na vida de cada ser vivente do planeta.

Conheça algumas práticas que trazem benefícios para a saúde:

  • oqueereiki.com: o Reiki é uma prática holística de cura, de origem japonesa e difundida pelo monge budista Mikao Usui. Hoje em dia existem algumas vertentes da técnica, mas todas elas se embasam na canalização e transmissão da energia universão através das mãos.
  • www.beneficiosdopilates.net: são muitos os benefícios que o Pilates traz para o organismo. Melhora o condicionamento físico e a consciência corporal, ajuda a conseguir uma melhor postura e também a promove uma reeducação da respiração, melhorando a saúde de uma forma geral.
  • Como meditar em casa: meditar é uma prática que traz paz de espírito e só requer seu esforço e força de vontade. Pode ser praticada em casa, sem gastar nenhum dinheiro. Talvez o ingrediente fundamental para conseguir resultados seja simplesmente a constância.
     

 

Se você gostou, não esqueça de avaliar o artigo

Avaliação: 0/5 (0 votos)
Por favor, ajude-nos a compartilhar esta página em suas redes sociais para que possamos alcançar mais pessoas que precisam de nossa ajuda nesses temas. Você só precisa clicar em um dos botões abaixo. Obrigado!

Participa, deixe seu comentário